quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

PELO SUPERIOR INTERESSE DA CRIANÇA, LEIA ESTE POST DO DN





Adoptar um filho por duas pessoas de orientação sexual diferente -isto é, homossexual-, continua a ser um “bico-de-obra” para a maioria dos portugueses. Ainda maior que aceitar a união entre dois entes do mesmo género. É por isso mesmo que lhe deixo este post do Diário de Notícias. Pode ser que o ajude a ver as coisas de outro modo. Ou seja, como se costuma dizer mesmo verdadeiramente: “NO SUPERIOR INTERESSE DA CRIANÇA”.

1 comentário:

Jorge Neves disse...

Ai esta o verdadeiro superior interesse da criança.