sábado, 7 de maio de 2016

É PRECISO RELEVAR...



Yasmine Loza estuda em Coimbra há cerca de três anos. Veio do Egipto em busca do saber. Reside na Baixa e por cá diz sentir-se muito bem. Adora a cidade dos estudantes e toda a sua ambiência de paz e serenidade societária. O que a incomoda mais, sobretudo, é o pouco amor que os citadinos destinam à sua cidade, como se sabe, uma parte, distinguida pela UNESCO com a mais alta excepção: Património Mundial da Humanidade. Yasmine não entende como podem os moradores do Centro Histórico colocarem o lixo a qualquer hora e em qualquer lugar. Também não entende que muitos deles passeiem os animais sem trela e, quando estes defecam, não limpem os dejectos. É um imperativo de cidadania. É um princípio básico de respeito para se (com)viver em sociedade.
Yasmine, quando vem para a rua com a sua cadela White Terrier, traz sempre consigo uns sacos de plástico para apanhar o que ninguém quer à sua porta. Foi por já ter constatado várias vezes este procedimento relevante que lhe pedi umas palavras e para posar para o “boneco”.
E se os portugueses aprendessem com esta natural do nordeste de África? Para o bem e para o mal, somos todos embaixadores em representação de uma etnia, um lugar, um povo, uma cidade, um país. Parabéns Yasmine, por servir de exemplo aos relapsos conimbricenses. Não sei se será tomado de imediato mas, como água mole em pedra dura tanto dá que até que fura, pode ser que o ensinamento pegue.

1 comentário:

Yasmine Loza disse...

Muito Obrigada Sr. Luis Fernandes esquecer isso e esta é a melhor parte do que tenho vindo a fazer, somos vizinhos e eu realmente aprecio o grande reconhecimento :) Yasmine